Dom Edson realiza visita oficial para saber mais sobre a história de Maria Augusta

Spread the love

O Bispo de Iguatu, Dom Edson de Castro Homem esteve na companhia do irmão de Maria Augusta e de Dom Mauro, primeiro Bispo da Diocese de Iguatu, padre Roberto e dr. Elpídio no local onde ela foi assassinada.

No cemitério antigo, a sepultura de Maria Augusta é a mais visitada. Nela são colocados brinquedos, velas e agradecimentos. A ela são atribuídos supostos milagres e livramentos, como é o caso de um piloto de avião, argentino. Maria Augusta tinha 14 anos, em 1965, quando foi morta pelo pai durante uma tentativa de estupro.

Diante de vários pedidos e de tamanha movimentação a Diocese de Iguatu resolveu fazer uma visita oficial para avaliar a possibilidade de abertura de processo canônico. De acordo com Dom Edson, “este momento é de ouvir e entender. Ainda demoram muitos anos, caso o processo venha a ser aceito e outros tantos para que o processo venha a ser montado; caso as informações colhidas, junto com os documentos, apontem para a necessidade de maior pesquisa.” Explicou o Bispo.

Deixe uma resposta