VIGÍLIA PELOS MORTOS DE AIDS 2019

36ª Vigília Pelos Mortos de Aids – 3º domingo de maio Intensificar a luta pela vida, saúde e direitos!

No terceiro domingo de maio (19), a Pastoral da Aids da Conferência Nacional dos Bispos do
Brasil (CNBB) realiza a vigília pelos mortos de Aids.

A Vigília pelos mortos de Aids é um movimento internacional que iniciou em maio 1983. Um grupo formado por mães, parentes e amigos de pessoas que morreram por causa do HIV, organizou, em Nova Iorque, a Primeira Vigília Pelos Mortos da Aids. Este ano a vigília traz o tema “Intensificar a luta pela vida, saúde e direitos! ”, expressão que coloca em comunhão as pessoas que faleceram e estão na presença de Deus, com aquelas que cuidam da vida e buscam que os
direitos humanos sejam respeitados.

Na 36ª Vigília é preciso “intensificar a luta pela vida, saúde e direitos”:Reduzindo estigmas e preconceito; Garantindo acesso à prevenção, cuidado e tratamento; Promovendo justiça social e econômica; Ampliando o engajamento e solidariedade na resposta ao HIV/aids. A Igreja, mobilizada pela Pastoral da Aids e por instituições comprometidas com a causa, dá sua contribuição promovendo a solidariedade. Lembra, ao mesmo tempo, que a morte não é a última palavra sobre o humano. Cristo ressuscitou para que os sinais da morte se transforme em sinais de vida.

Segundo dados da Unaids, órgão das Nações Unidas para as questões de Aids, há no mundo 36 milhões de pessoas vivendo com HIV. É importante recordar que mais de 35 milhões já faleceram.E continuam a morrer… Realidade que toca muito mais do que os que morrem: famílias, filhos, mães… No Brasil, mais de 926.000 pessoas já foram atingidas e mais de 327.000 já faleceram por causa da Aids.O Ceará é o estado já são 30 mil casos de Aids, e só em 2018 280 óbitos.

A Pastoral da Aids, como serviço da Igreja Católica, segue os passos do mestre Jesus e sonha em vida e saúde para todos. O sonho é que não haja mais infecções pelo HIV e que as pessoas já infectadas e que vivem com Aids sejam acolhidas, acompanhadas e tenham qualidade de vida garantida. “Eu vim para que todos tenham vida e a que a tenham em abundância” diz Jesus.

Deixe uma resposta