PE. JOSÉ JOACI CAVALCANTE

Spread the love

DIOCESE DE IGUATU – PELOS CAMINHOS DA HISTÓRIA
IN MEMORIAM JOSÉ JOACI CAVALCANTE

(* Iguatu-CE, 29 de outubro de 1927; + Iguatu-CE, 22 de junho  1980)

Antigo vigário da Paróquia de Nossa Senhora das Dores, de Senador Pompeu,  Pe. José Joaci Cavalcante era natural de Iguatu-CE, tendo nascido no dia 29 de outubro de 1927.

Depois dos estudos primários, transcorridos em sua cidade natal, ei-lo matriculado no Seminário Menor, em Crato; e, em seguida, no Seminário da Prainha, em Fortaleza.

Sua ordenação presbiteral aconteceu na Solenidade da Imaculada, isto é, no dia  8 de dezembro de 1957.

Em meio ao vasto território da Igreja Particular de Iguatu, foram diversos os cargos exercidos pelo Pe. José Joaci: Quixelô (Vigário), Orós (Vigário), Icó (Cooperador), Cedro (substituto), Milhã (Vigário), Senador Pompeu (Vigário) e Piquet Carneiro (Vigário Ecônomo).

Paginando o velho  “Anuário da Diocese de Iguatu”, impresso em dezembro  de 1973,  encontramos esta nota  sobre a ação pastoral do Pe. Joaci , à frente da Paróquia de Senador Pompeu: “O Pe. Joaci tem por hábito realizar os trabalhos de promoção humana, pastoral e educacional, paralelamente, pois julga que não pode haver uma dicotonomia entre os três importantes aspectos da ação paroquial.”  Ainda sob a mesma fonte: ” Procurando disseminar melhor a Palavra de Deus, a Paróquia fundou nos Bairros de Patu, Pavãozinho e Carcará, Círculos Bíblicos , cujos resultados começam a aparecer, tudo indicando que em breve serão pujantes Comunidades de Base.”

Na página 32 do Livro do Tombo da Paróquia de Piquet Carneiro, o Pe. José Joaci deixou, “ad perpetuam rei memoriam”, este escrito: “Aos 5 de dezembro de 1976 , assumi a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, de Piquet Carneiro. Não fixei residência  aqui pelo motivo de ser vigário da Paróquia de Nossa Senhora das Dores, de Senador Pompeu. Cumpre explicar o seguinte: a Paróquia foi nesta época dividida em três áreas: a da Matriz, confiada ao Pe.  José Joaci Cavalcante; a Capela de Ibicuã ficou com o Padre  Afonso Queiroga, e a Capela de São Bernardo seria entregue ao Pe. Agenor Tabosa. Pe. Afonso Queiroga , nesta época, estava sendo responsável pela Paróquia de Mombaça, como cooperador. À irmã Tereza Bandeira coube a responsabilidade de vir fixar residência em Piquet Carneiro para coordenar os trabalhos  de pastoral de toda a Paróquia. O povo de Piquet Carneiro , segundo meu ver, é hospitaleiro e bom, e acredito que com a ajuda dos responsáveis pela Paróquia, se promoverá nos caminhos da fé, do culto e da caridade. Piquet Carneiro, 10 de dezembro de 1976. Pe. José Joaci Cavalcante, Vigário.”

Quem se dispuser a fazer-lhe uma “radiografia da alma”, para falar, obviamente,  de  sua personalidade, há que  lhe destacar, por certo,  o “sorriso”,  pois esta era, de fato, uma atitude  bem característica de sua vida de homem de ação.

No livro sobre os 80 anos da Paróquia de Senador Pompeu, transcorridos em 1999, o autor, Pe. João Paulo Giovanazzi, ao Pe. Joaci se refere com este epíteto: “O Padre do sorriso”.

A propósito, encontramos, na edição de nº 122 , do Boletim da Diocese de Iguatu, que circulou em 29 de junho de 1980, um belo “necrológio”,  de autoria de Dom José Mauro, Bispo Diocesano na época, sobre o saudoso Pe. José Joaci Cavalcante:  “Após dolorosa enfermidade (Ndr: ele foi vitimado por câncer) faleceu o Padre José Joaci Cavalcante, desta Docese de Iguatu. (…) Ainda não chegara aos 53 anos completos, quando entregou sua alma a Deus. (…) Começara seu ministério nas paróquias de Orós e Quixelô. (…) No ano de 1965, dedicou seus trabalhos à Paróquia de Icó, como vigário coadjutor e capelão do Colégio das Filhas de Santa Tereza, naquela cidade.  Em 1966, a 12 de março, começou o seu mais longo paoquiato, em Milhã, de onde se ausentou por um pequeno espaço de tempo, nos anos de 1976-1978, quando serviu à Comunidade de Piquet Carneiro. Tendo recebido a “Provisão” de Vigário substituto de Senador Pompeu, em dezembro de 1971, pela ausência de Padre Renato Bevort, vigário naquela época, passou ao serviço ministerial contínuo naquela paróquia, lá residindo desde outubro de 1972. Em março de 1980, premido pela grave enfermidade que o levou à morte, dirigiu-se a Fortaleza, sem mais poder retornar às suas atividades. Apesar de sua índole discreta, da simplicidade com que se conduzia, da modéstia que o caracterizava, não lhe faltava disposição para o serviço, que assumia com perseverante dedicação e um permanente bom humor. (…) Seu último trabalho mais expressivo foi a movimentação em sua paróquia estimulando a comunidade para a  vinda das Irmãs Bernardinas. (…) Chegaram elas exatamente no instante em que Pe. José Joaci se ausentava de Senador Pompeu, combalido nas forças físicas, mas ansioso por lutar.”

O corpo do Pe. José Joaci Cavalcante foi inhumado sob uma das naves da matriz de Nossa Senhora das Dores, na manhã de 23 de junho de 1980.

Uma pesquisa e texto: Osmar Lucena Filho (Paróquia do SC de Jesus – Piquet  Carneiro)

Fontes consultadas: Anuário da Diocese de Iguatu (1973) e Boletim da Diocese de Iguatu (29.06.1980). Paróquia de Nossa Senhora das Dores. 80 anos servindo ao Senhor. Autor: Giovanazzi, Pe. João Paulo. (1999). De Antônio Freire a José Alves, um a um, os Vigários de Piquet CarneiroAutor: Filho, Osmar Lucena. (2018).

1 comentário em “PE. JOSÉ JOACI CAVALCANTE”

Deixe uma resposta