Padre João Sticker, MSF

Spread the love

PELOS CAMINHOS DA HISTÓRIA, DIOCESE DE IGUATU

MEMÓRIA

Pe. João Sticker, MSF (* 28.01.1928  + 03.04.1993)

Vigário de Jucás – 1960 – 1993

A Paróquia de Nossa Senhora do Carmo, com sede em Jucás, vê-se catalogada no rol das comunidades paroquiais de que se compõe a Diocese de Iguatu, que já desfrutam de longa caminhada eclesial.

No “Anuário da Diocese de Iguatu”, editado em fins de 1973, como marco da passagem do Jubileu sacerdotal de Prata, de Dom Mauro, encontramos, à altura das páginas 34 e 35, preciosas informações sobre Jucás, de que agora nos servimos na elaboração deste texto.

Está consignado, na sobredita fonte, que “Jucás é o terceiro topônimo da região”. Nos albores, chamou-se São Mateus e São Mateus dos Inhamuns.

Jucás, a atual toponímia, segundo ainda o “Anuário”, “originou-se do nome de uma tribo tapuia dos jucás, indígena que primitivamente habitava, especialmente na bacia dos rios dos jucás, no sertão dos Inhamuns, os quais lá ficaram aldeados.”  

Sob a mesma fonte, encontramos a etimologia do termo “Jucás”: “Radical do verbo tupi ajacar-mater-jucá; é também uma árvore leguminosa, de cerne duríssimo, com que os índios preparavam seus tacapes ou paus de matar (consoante Pompeu Sobrinho).

Em relação à freguesia de “Nossa Senhora do Carmo dos Inhamuns” é lícito afirmar que foi criada pela “Provisão” de 7 de setembro de 1755, emanada da Diocese de Olinda, sendo bispo Dom Francisco Xavier Aranha.

Outro dado digno de nota: a imagem da padroeira veio a ser posta na igreja em 22 de março de 1757, quando o aludido templo ainda estava em etapas de construção.

PE. JOÃO STICKER

Missionário da Sagrada Família (MSF), o Pe. João Sticker exerceu, por longos anos, o cargo de vigário de Jucás.

Veio ao mundo em Bochum, Alemanha, no dia 28 de janeiro de 1928.

Os estudos seminarísticos transcorreram nas cidades alemãs de Uberhundem (Seminário Menor) e Ravengiesburg (Seminário Maior).

Em Ravengiesburg, em 24 de julho de 1955, veio o Pe. João Sticker a ser ordenado padre.

Desembarcou em terras brasileiras no dia 24 de novembro de 1956. Tornou-se capelão do Colégio da Imaculada Conceição (Recife) e, depois, ecônomo do Seminário do Crato.

No dia 18 de março de 1960, Dom Vicente de Paulo Araújo Matos, então bispo diocesano de Crato, face à substituição do Pe. José Guttler, confia ao zelo pastoral de Pe. João Sticker a Paróquia de Jucás.

Impossível relacionar nos limites de um texto, como este, as incontáveis ações sócio religiosas decorrentes do frutuoso trabalho missionário do Pe. João Stiker em Jucás e região.

No entanto, vale a pena mencionar, de forma especial, o Ambulatório e Maternidade Santa Izabel – inaugurado em 15.11.1963 – a cuja gerência Pe. João Stiker, assessorado, nos inícios, pelas enfermeiras alemãs Ursula Kosmala e Ana Maria Mrosek, dedicou-se com muito afinco.

Outra prova das ações caritativas de Pe. João, realizavas em Jucás e na Região Centro Sul do Ceará, vê-se constatada em texto de autoria de Dom José Mauro, conforme publicação do Boletim da Diocese em sua edição de 30 de abril de 1974, ano de rigoroso inverno: “Não fora a abnegação de Pe. João Sticker, vigário de Jucás, no pequeno avião de suas atividades pastorais, sobrevoando a área e nos informando sobre o ímpeto das águas dos Rios Cariús e Jaguaribe, não teríamos podido acautelar a população aflita, pelos microfones da Rádio Iracema no seu admirável papel de comando das informações.”

Um mal súbito – certamente, um infarto agudo do miocárdio – roubou-lhe a vida. Estava-se no dia 3 de abril de 1993.

Os solenes funerais do Pe. João, transcorridos na histórica Igreja de Nossa Senhora do Carmo, tiveram, como presidente, o Exmo. e Revmo. Sr. Dom José Mauro Ramalho, então bispo diocesano de Iguatu.

Após a Missa de Requiem, o corpo do Pe. João, devidamente paramentado, desceu ao interior da terra, em cavidade aberta sob uma das naves da Igreja matriz de Jucás, onde aguarda a ressurreição da carne.

Por:
(Osmar Lucena Filho – Paróquia de Piquet Carneiro)

Fontes consultadas:
Anuário da Diocese de Iguatu (1973),
Boletim da Diocese de Iguatu: abril de 1974, abril de 1993).
Ainda: http://jucas-ce.blogspot.com/ – acessado em 17.02.2020.

1 comentário em “Padre João Sticker, MSF”

  1. Muito bom texto. Informações importantes sobre o Município de Jucás.
    Tive o privilégio de conhecer o Pe. João e ainda ajudei missa celebrada por ele, e pelo nosso maravilhoso Bispo de Iguatu, Dom Mauro, a quem tive o privilégio de conhecer pessoalmente, e recordamos muito o tempo dos anos 60/70. Eles foram contemporâneos do nosso brilhante, o saudoso Pe. Leonardo Van Beek – Holandês que hoje mora na França, e trocamos ainda muitas informações. Ex-Padre Leonardo está aposentado como professor e mora num pequeno sítio numa cidade Francesa e promete nos fazer uma visita.

Deixe uma resposta para José de Barros Pereira Neto - Viracele. Cancelar resposta