Nota da Diocese de Iguatu sobre atos de vandalismo na capela da Comunidade de São Miguel, Pedra Branca

Spread the love

NOTA OFICIAL DA DIOCESE DE IGUATU

Recebi com tristeza e surpresa a informação do ato de vandalismo praticado contra a capela da Comunidade de São Miguel, pertencente à Paróquia de Pedra Branca, que resultou na queima de objetos sagrados como o crucifixo do altar, uma Biblia Sagrada que veio de Aparecida do Norte, as imagens do Natal e a imagem de uma santa. Manifestei ao pároco, padre Glauberto, minha profunda preocupação e solidariedade.

Na quarta-feira, 11 de Março, estarei visitando a capela da Comunidade de São Miguel, para também confortar os fiéis daquela comunidade. Não esperava que acontecesse em Pedra Branca, lugar que tenho como exemplo de uma saudável e respeitosa convivência inter-religiosa sempre balizada pelos fundamentos cristãos.

Comunico aos fiéis da Diocese de Iguatu que cobrarei que sejam tomadas todas as medidas necessárias para a elucidação do sinistro e a devida punição dos culpados.

Rogo para que Jesus Cristo ilumine os corações contaminados pelo ódio e pela intolerância para que se convertam pelo amor, para que nunca mais volte a acontecer.

Não podemos nos calar sobre atos de intolerância religiosa contra a fé das pessoas e nem justificar como um ato de loucura. Definitivamente, não é uma postura cristã.

Estou em oração pela comunidade de São Miguel na intenção da sabedoria, misericórdia divina, respeito e justiça. Precisamos caminhar no sentido de uma paz duradoura e de uma saudável convivência entre os irmãos, ainda que de diferentes igrejas, seitas e credos, onde o cristianismo fez sua morada.

Que Deus nos abençoe e pacifique os nossos corações.

Iguatu, Ceará, 08 de Março de 2020

Dom Edson de Castro Homem
Bispo de Iguatu

Assessoria de Imprensa da Diocese de Iguatu, Ceará
Luís Sucupira – (MTE3951/CE)

Deixe uma resposta