7 de agosto de 2018 ABORTO JAMAIS !!! EM HIPOTESE ALGUMA A ESCOLHA PODERIA SER ESSA DE MATAR

ABORTO JAMAIS !!! EM HIPOTESE ALGUMA A ESCOLHA PODERIA SER ESSA DE MATAR

Dirijo-me particularmemte a todo cristão, missionário e evangelizador que se propõe a ensinar e testemunhar aquilo que a a Igreja em sua fidelidade a Cristo ensina e testemunha…

É impossivel conciliar essa sublime missão e vocação com a atitude equivocada de defender o aborto em qualquer circunstância.

Se há algo absolutamente incompatível são essas duas coisas: ser cristão e defender o aborto !!!

Sugiro que se alguém tem alguma confusão de ideias ou posturas em relação a isso, procure refletir melhor, colocar -se num caminho maduro de discernimento e retomar o seguimento do Cristo que VEIO PARA TODOS …TODOS …
TODOS… TENHAM VIDA E VIDA EM ABUNDÂNCIA

Perante a identidade da missão da Igreja e os ensinamentos autênticos da fé, não posso silenciar perante esse grave risco!

E em se tratando do direito à VIDA, principalmente das CRIANCAS considero meu dever afirmar que não se pode tolerar ou ser omisso perante a equivocada posição de quem se diz cristão e defende o aborto.

Enquanto precisamos defender o direito da criancas nascerem, devemos igualmente exigir que o poder público e o sistema de saúde promovam ações de conscientização e acompanhamenro de gestantes eventualmente incapazes e vulneráveis.

Que se oferecam todas as condições pra criança nascer segura e com saúde e a mãe seja acompanhada de modo especial e totalmente seguro também.

Mas praticar o aborto isso NÃO.

Pra defender a saúde de alguém não se pode pôr em risco ou condenar um indefeso à morte.

No que diz respeito à essa polêmica e levando em conta a integridade dos que estão ameaçados…basta o mínimo de bom senso para nos posicionarmos na defesa intransigente da VIDA em todas as suas etapas.

João Batista Moreira Gonçalves
Padre – Paróquia N. Sra. Perpétuo Socorro (Prado-Iguatu)
Psicólogo- mestre em Psicologia Clínica e Comunitária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *