O Louvor na Celebração da Palavra

AddThis Social Bookmark Button

Esse é o momento principal da ação de graças, onde a comunidade reunida bendiz ao Senhor pela sua grande glória.

Um dos elementos fundamentais da celebração comunitária é o Rito de Louvor, com o qual se bendiz a Deus pela sua imensa glória. A comunidade reconhece a ação salvadora de Deus, realizada por Jesus Cristo e canta seus louvores. “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com toda a sorte de bênçãos” (Ef 1,3). “Ele nos arrancou do poder das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado, no qual temos a redenção – a remissão dos pecados” (Cl 1,13-14).

 

A comunidade sempre tem muitos motivos para agradecer ao Senhor, seja pela vida nova que brota da Ressurreição de Jesus, como pelos sinais de vida percebidos durante a semana na vida familiar, comunitária e social.

O momento da ação de graças ou de louvor pode realizar-se através de salmos, hinos, cânticos, orações litânicas[1] ou ainda benditos e outras expressões orantes inspiradas na piedade popular. Isso pode ser após a oração dos fiéis, a distribuição da comunhão ou, ainda, no final da celebração.

O momento de louvor não deve ter, de modo algum, a forma de Celebração Eucarística. Não faz parte da celebração comunitária da Palavra a apresentação das ofertas de pão e de vinho, a proclamação da Oração Eucarística própria da Missa, o canto do Cordeiro de Deus e a bênção própria dos ministros ordenados. Também nas celebrações da Palavra não se deve substituir o louvor e a ação de graças pela adoração ao Santíssimo Sacramento. (CNBB, Doc. 52, n. 83-86).

Portanto, seguem algumas sugestões para melhorar a preparação e a celebração da palavra nas nossas comunidades.

___________________________________

REFRÃOS: os refrãos podem ser rezados ou cantados. Eles devem ser a resposta nas orações litânicas, ou seja, devem responder as invocações apresentadas pelo dirigente ou pelos fiéis.

SUGESTÃO: “Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor!”, “Chegue até vós, Senhor, o nosso louvor!”, “Senhor, por vosso amor, nosso louvor!”, “Louvado seja Deus, na terra e nos céus”, “Bendito seja Deus que nos abençoou com seu amor”, “Nós vos damos muitas graças, vos louvamos, ó Senhor!”, etc. Outros refrãos podem ser criados dentro da inspiração litúrgica que se tem.

___________________________________

SALMOS: a oração de alguns salmos da bíblia também é outra sugestão de louvor. Esses contém uma maior teologia libertadora, ou seja, relatam a ação de Deus na vida do povo oprimido e seus benefícios na história da antiga aliança que nos conduziu a salvação. Por eles, os salmistas expressam a ação particular de Deus em suas vidas. Embora estejam sempre relacionados a uma situação vivida pelos nossos antepassados bíblicos, eles tem características bem atuais e são inspiração para uma boa oração. Vale lembrar que alguns cantos de louvor que conhecemos são salmos musicados.

SUGESTÃO:

Este é o dia que o Senhor fez para nós: alegremo-nos e nele exultemos!

1. Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! / “Eterna é a sua misericórdia!”.

A casa de Israel agora o diga: / “Eterna é a sua misericórdia!”.

2. A mão direita do Senhor fez maravilhas, / a mão direita do Senhor me levantou.

Não morrerei, mas, ao contrário, viverei / para contar as grandes obras do Senhor!

3. A pedra que os pedreiros rejeitaram, / tornou-se agora a pedra angular;

pelo Senhor é que foi feito tudo isso! / Que maravilhas ele fez a nossos olhos!

 

CANTOS: os cantos são mais comuns na ação de graças, ou seja, louvor. Tem-se que ter o cuidado de não confundir cantos de louvor com cantos de animação usados durante dinâmicas de encontros pastorais. A característica do canto de louvor é apresentar a Deus a gratidão da comunidade que se reúne numa liturgia e reconhece seus feitos e sua bondade na vida de cada um e na vida da comunidade.

SUGESTÃO:

----- (Para todos os tempos litúrgicos) -----

É bom cantar um bendito, um louvor é bom cantar! (bis)
1. Ao Deus Pai, o criador, por Jesus é bom cantar! (bis)
2. Pois a terra nos foi dada, mãe querida a cultivar! (bis)
3. Pois a terra é de Deus para o povo trabalhar! (bis)
4. Deus se alegra em ver seu povo a colher e partilhar! (bis)
5. Pois Jesus ao mundo veio para a terra libertar! (bis)
6. Deus caminha c os sem terra para a terra resgatar! (bis)
7. A mãe terra se liberta, com o céu põe-se a louvar! (bis)
Onipotente e bom Senhor, a ti a honra, glória e louvor. Todas as bênçãos de ti nos vêm e todo o povo te diz: amém!

1. Louvado sejas nas criaturas, primeiro o sol lá nas alturas, clareia o dia, grande esplendor, radiante imagem de ti, Senhor. Louvado sejas, pela irmã lua, no céu criaste, é obra tua. Pelas estrelas, claras e belas, tu és a fonte do brilho delas.
Louvado sejas pelo irmão vento e pelas nuvens, o ar e o tempo. E pela chuva que cai no chão, nos dás sustento, Deus da criação. Louvado sejas, meu bom Senhor, pela irmã água e seu valor, preciosa e casta, humilde e boa, ce corre, um canto, a ti entoa.

Louvado sejas, ó meu Senhor, pelo irmão fogo e seu calor, clareia a noite, robusto e forte, belo e alegre, bendita sorte. Sejas louvado, pela irmã terra, mãe que sustenta e nos governa. Produz os frutos, nos dá o pão, com flores e ervas sorri o chão.

Louvado sejas, meu bom Senhor, pelas pessoas que em teu amor perdoam, sofrem tribulação, felicidade em ti encontrarão. Louvado sejas, pela irmã morte que vem a todos, ao fraco e ao forte, feliz aquele que te amar, a morte eterna não o matará.

Bem aventurado quem guarda a paz, pois o Altíssimo satisfaz. Vamos louvar e agradecer, com humildade ao Senhor bendizer.

Louvado seja o meu Senhor (4x)

1. Por todas as suas criaturas, pelo sol e pela lua, pelas estrelas do firmamento, pela água e pelo fogo.

2. Por aqueles que agora são felizes, por aqueles que agora choram, por aqueles que agora nascem, por aqueles que agora morrem.

3. O que dá sentido à vida é amar-te e louvar-te, para que a nossa vida seja sempre uma canção.

1. Deus infinito nós te louvamos e nos submetemos ao teu poder. As criaturas no seu mistério mostram a grandeza de quem he deu um ser. Todos os povos sonham e vivem nesta esperança de encontrar a paz. Suas histórias todas apontam para o mesmo rumo onde tu estás.

Santo, santo,santo, (2x) todo poderoso é o nosso Deus.

2. Senhor Jesus Cristo, nós te louvamos e te agradecemos teu imenso amor. Teu nascimento, teu sofrimento, trouxe vida nova onde existe a dor. Nós te adoramos e acreditamos que és o Filho santo do nosso criador. E professamos tua verdade que na humanidade plantou tamanho amor.

3. Deus infinito, teu Santo Espírito renova o mundo sem jamais cessar. Nossa esperança, nossos projetos só se realizam quando ele falar. Todo poderoso somos o teu povo que na esperança vive a caminhar. Dá que sejamos teu povo santo que fará do mundo teu teu trono e teu altar.

Bom é louvar o Senhor, nosso Deus / Cantar salmos ao nome do Altíssimo. / Com alegria aclamar seu amor / Sua glória, bondade e poder.

1. Como tuas obras me alegram, Senhor/ Os teus prodígios suscitam louvor. / Tua presença eu contemplo no céu/ Olho a terra, também nela estás.

2. Narram os céus o que fez tua mão/ Todo universo teu nome bendiz. / A criação é um canto de amor/ Esse canto é também meu louvor.

--- (Para o tempo pascal ou outros tempos litúrgicos, exceto na quaresma) ---

1. Para nós é um prazer / bendizer-te, ó Senhor, celebrar o teu amor / por Jesus teu bem-querer! (bis)

2. Te louvamos, ó Senhor, / pela nossa humana história, que revela tua glória, / teu poder libertador. (bis)

3. Pois Jesus é nossa páscoa, / O Cordeiro imolado, por quem fomos libertados / para a vida que não passa! (bis)

4. Em sua morte a nossa morte / para sempre redimida, vida nova ressurgida / garantida a nossa sorte. (bis)

5. Transbordando de alegria / toda a nossa louvação, viva a nova criação / nova páscoa, plena vida. (bis)

6. Finalmente a nossa boca, / inspirada por teu Filho, e seguindo o seu ensino, / o teu santo nome invoca: (bis)

(conclui-se com o Pai nosso...)

7. Amém, aleluia. Amém, aleluia. (bis)

 

Glória, Glória, Aleluia (3x) Louvemos o Senhor!

1. Na beleza do que vemos, Deus nos fala ao coração. Tudo canta: Deus é Grande, Deus é Bom e Deus é Pai. É seu Filho Jesus Cristo, quem nos une pelo amor, Louvemos o Senhor!

2. Deus nos fez comunidade pra vivermos como irmãos, braços dados, todos juntos, caminhamos sem parar. Jesus Cristo vai conosco, Ele é Jovem como nós, Louvemos o Senhor!

3. Jesus Cristo é Alegria, Jesus Cristo é o Senhor. Da vitória sobre a morte deu a todos o penhor. Venceremos a tristeza, venceremos o temor, Louvemos o Senhor!

É bom cantar um bendito, é bom cantar, é bom cantar um louvor, aleluia! (bis)
1. Ao Pai do céu demos glória, por Cristo rei da história! / O Pai seu filho envia, Jesus pra nós já chegou! / Por nós Jesus deu a vida, da escravidão nos livrou!

2. Ressuscitado, Jesus subiu ao reino da luz. / Do Pai nos manda o Espírito, os fracos reanimou! / Por esta força investidas suas testemunhas mandou!
3. De Deus os missionários, têm muitos destinatários. / Juntar o povo de Deus,
num mundo novo de amor. / Por isso, o céu e a terra se irmanam num só louvor!

Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia, Glória ao Senhor! (bis)

1. Glória ao Senhor, nosso Pai (3x) Glória ao Senhor!

2. Glória a Jesus Cristo Redentor (3x) Glória ao Senhor!

3. Glória ao Espírito Santo (3x) Glória ao Senhor!

4. Glória à Santíssima Trindade (3) Glória ao Senhor!

----- (Para o tempo da quaresma) -----

1. Para nós é um prazer bendizer-te, ó Senhor, celebrar o teu amor por Jesus, teu bem-querer. (bis)

2. Te louvamos, ó Senhor, pela nossa humana história, que revela a tua glória, teu poder libertador. (bis)

3. Pois o tempo é de graça, de oração, jejum, partilha, de seguir Jesus na trilha de uma cruz que livra e salva. (bis)

4. Finalmente a nossa boca, inspirada por teu Filho, e, segundo o seu ensino, o teu santo nome invoca. (bis)

(conclui-se com o Pai nosso...)

5. Amém, assim seja. Amém, assim seja. (bis)

___________________________________

É importante notar que o louvor acontece, seja com refrão, seja com música, seja com salmo. É ‘encher linguiça’ usar mais de uma forma de louvor numa única celebração. Se o louvor será através de um canto, não é necessário fazê-lo através de invocações pessoais seguidas com refrão ou salmo. Se o louvor será litânico, não tem sentido repetir a mesma coisa em música ou acrescentar um salmo. O bom senso da equipe de liturgia é quem vai determinar a melhor forma de expressar nosso louvor na celebração da palavra.

 

Faça o download das músicas mencionadas acima aqui!

 

[1] Chama-se litania ou oração litânica à forma de rezar em que a comunidade responde, com uma invocação breve e repetida, às várias preces que vai desfiando quem dirige a oração. O exemplo mais típico é o da Litania dos Santos, que se reza em várias celebrações: Vigília Pascal, Batismo, ordenações, bênção do abade ou da abadessa, consagração das virgens, profissão perpétua, dedicação das igrejas, sínodos ou concílios, etc.

 
Você está aqui: Início >> Artigos >> O Louvor na Celebração da Palavra